Saiba como as assembleias de classe estimulam o protagonismo dos estudantes   

Para desenvolver autonomia e estimular o protagonismo dos estudantes, promovemos uma aprendizagem significativa, estimulando relações interpessoais e processos coletivos. Desta forma, nossas atividades são interligadas, criando movimentos constantes de conexão entre os saberes e a sociedade. Entre os projetos que promovem esse desenvolvimento, destacamos as assembleias de classe, realizadas a partir do 2º ano do Fundamental. 

As assembleias de classe são realizadas periodicamente. Durante as atividades, os estudantes participam ouvindo a opinião dos colegas, entendendo quais situações são consideradas problemáticas e sugerem soluções.

Estudantes são envolvidos nas questões relacionadas a projetos coletivos do colégio (Foto: Divulgação)

“Contamos com dois alunos colaboradores: um deles anota a sequência dos inscritos para as falas e o outro registra a ata da assembleia. Através do voto, deliberação e tomada de decisões coletivas, estabelecemos os novos acordos do grupo, exercitando assim, princípios democráticos e promovendo um ambiente mais prazeroso para todos”, explica a professora Mirella Nascimento Canto.

Mais que desenvolver o aprendizado por meio do conhecimento prévio do estudante, exercitando o entendimento de conceitos complexos, a atividade valoriza o significado do aprender. Neste processo, os interesses pessoais dos estudantes são considerados, mas também são exigidos esforço e dedicação, diante da complexidade dos conhecimentos. 

As assembleias são realizadas a partir do 2º ano do Fundamental (Foto: Divulgação)

Segundo a orientadora educacional do Ensino Fundamental I, Wylma Espinheira Teixeira Ferraz: “todo o processo, respeita o tempo, a etapa e o ritmo de cada estudante, para garantir que todos obtenham aprendizados que de fato façam sentido”. 

Durante as atividades, estudantes ouvem a opinião dos colegas, entendem quais situações são consideradas problemáticas e sugerem soluções (Foto: Divulgação)