Os intervalos das quartas-feiras estão muito mais interessantes por aqui, desde a estreia da rádio Ofélia, que está no ar há pouco mais de um mês, com a proposta de servir como um canal de comunicação e expressão dos estudantes do Ensino Fundamental II e Médio.

A iniciativa conta com intervenção do professor e coordenador pedagógico de Ciências Humanas, Luis Fernando Massagardi. Além de acompanhar o processo criativo dos estudantes, que são livres em todo contexto de produção, o professor auxilia na operação técnica dos programas.

studantes exercitam criatividade e protagonismo com a rádio Ofélia

Programação da rádio Ofélia é comandada pelos estudantes (Foto: Divulgação/Ofélia)

Com 30 minutos de duração, os programas são pautados, produzidos, roteirizados e apresentados pelos estudantes e contam com música, informação, entrevistas e debates com convidados. “Eles têm atividades livres no intervalo e, a partir disso, surgiu a ideia de ocupar esse tempo com a rádio. Toda a dinâmicas e ação propositiva é deles, que têm total liberdade no processo de criação dos programas”, explica Luis Fernando.

Para o estudante Antonio Guedes, do 2º ano, a atividade da rádio transformou os intervalos do colégio. “A rádio Ofélia é uma atividade coletiva e todo mundo está animado para ajudar e participar dos programas. No início, tínhamos um pouco de vergonha. Mas, a gente está começando a interagir mais, melhoramos as entrevistas e também a escolha das músicas, e sinto que estamos evoluindo nesse processo de aprendizado.”

studantes exercitam criatividade e protagonismo com a rádio Ofélia

Transmissões da rádio Ofélia acontecem no intervalo das quartas-feiras (Foto: Divulgação/Ofélia)

Devido ao sucesso dessa atividade, os estudantes estão em fase de definição de meios para transmissão, ao vivo, dos programas. “Atualmente, as apresentações podem ser acompanhadas apenas pelos estudantes, em nosso pátio. Esperamos iniciar, em breve, a transmissão dos programas, provavelmente pelas redes sociais”, completa o coordenador.

Elie Bork, estudante do 1º ano, também participa da atividade da rádio. “Essa experiência está sendo muito importante para o meu desenvolvimento. Nunca tinha participado de algo tão diferente e tão legal. Além disso, a rádio muda o ambiente da escola, deixando ele mais leve e muito melhor”, conta.

Já para o estudante João Guimarães, do 2º ano, essa responsabilidade com a rádio está sendo de muito aprendizado. “Participar dessa atividade está sendo muito bom. O projeto começou meio do nada e é legal ver as pessoas aderindo ao projeto. Vem sendo uma experiência muito legal”, conclui.

Os benefícios da rádio Ofélia

studantes exercitam criatividade e protagonismo com a rádio Ofélia

Estudantes acompanham transmissão da rádio Ofélia (Foto: Divulgação/Ofélia)

Entre os objetivos pedagógicos da rádio Ofélia, Luis Fernando destaca o desenvolvimento de habilidades de comunicação e de criação para produzir um programa de rádio semanal. “Vem sendo muito bacana acompanhar o envolvimento deles nesse trabalho, organizando o roteiro, administrando o tempo, escolhendo os entrevistados e preparando as perguntas”, contextualiza.

Além de promover a integração entre os grupos durante o intervalo das aulas, outra questão que vale a pena ressaltar diz respeito à forma como a atividade trabalha a autonomia dos estudantes, dentro do espaço do colégio. “Também vejo a rádio como um meio de favorecer o protagonismo dos estudantes e explorar sua capacidade de criação”, conclui Luis Fernando.